COMPARTILHAR

Um susto e uma resposta de campeão. Benfica fica mais perto do título

Uma reviravolta em quatro minutos, uma diferença de quatro golos e o Benfica a quatro pontos do título. Este sábado, o clube encarnado recebeu o Portimonense na Luz e, após estar a perder por 1-0, conseguiu a reviravolta conquistando mais três pontos na sua caminhada para o título. Rafa bisou, Seferovic ‘matou’ as esperanças dos algarvios e Jonas deu a machadada final.

O resultado final foi 5-1 e o Benfica soma agora 81 pontos numa altura em que faltam duas jornadas para o final. Mas foi fácil este jogo para a formação de Bruno Lage? Nada… e ainda houve tempo para sofrer.

Resumo: Uma primeira parte difícil. Muito difícil para a equipa de Bruno Lage. Este foi a terceira vez nos últimos quatro jogos que o Benfica chegou ao intervalo sem golos e até podia ter sido pior… É que o Portimonense, além de ter causado grandes dificuldades à equipa encarnada, não marcou em duas ocasiões por uma questão de pontaria.

Dener teve nos pés duas clamorosas situações, mas desperdiçou-as com remates por cima e ao lado da baliza defendida por Vlachodimos. Guarda-redes que também negou um golo a Tabata. A equipa de Folha somou várias oportunidades de golo no primeiro tempo.

O Benfica foi dando espaço aos algarvios e, por vezes, mostrou ser uma equipa desatenta na hora de defender. Porém, não se pense que tudo foi um pesadelo. Seferovic podia ter adiantado as águias logo aos 10 minutos e Pizzi também esteve perto do golo. Foi, aliás, o 21 das águias um dos melhores elementos da 1.ª parte.

No segundo tempo, um susto para os adeptos do Benfica. Tabata marcou aos 53 minutos e adiantou o Portimonense no marcador. A fraca exibição das águias até aqui e o forte desempenho dos algarvios refletia-se no resultado, mas tudo mudou em poucos minutos.

O Benfica acelerou, mudou completamente o ‘chip’ e encostou o Portimonense às cordas. Foi um completo atropelo encarnado e a reviravolta teve início com um golo de Rafa aos 62’. Alguns adeptos ainda festejavam e Rafa já lhes dava motivos para celebrar ainda mais. Aos 66’, apenas quatro minutos depois, o 27 das águias aumentou a contagem e a Luz foi ao delírio. Mas ainda havia muito mais por vir.

Nos últimos 10 minutos, mais três golos do Benfica. Os comandados de Bruno Lage nunca tiraram o pé do acelerador e Seferovic não só voltou aos golos, como lhe tomou o gosto e repetiu a dose. Primeiro aos 84’, depois aos 89 minutos. Um bis que tranquilizou as águias e que ainda deu tempo a Jonas de faturar já em tempo de compensação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui