SHARE

A Vecchia Signora foi derrotada na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, por 0-2.

Bem podia ter sido a final da Liga dos Campeões, mas tratou-se apenas de um duelo dos oitavos de final, em que a Juventus chumbou no duelo da primeira mão.

Para a história ficam os golos de Gimenez, aos 78′, e Godin, aos 83 minutos. Cinco minutos explosivos que podiam ter ‘agravado’ a situação na eliminatória para a formação bianconera, caso o VAR tivesse validado o golo anulado a Morata, aos 73′.

Um encontro que começou com uma Juve ligada ao turbo e que até podia ter-se adiantado no marcador, à passagem dos nove minutos, caso Oblak não tivesse travado o remate de CR7 com uma soberba intervenção.

Ronaldo foi um dos homens mais massacrados pelos jogadores colchoneros, mas também pelos seus adeptos que proferiram diversos insultos no Wanda, dirigidos à estrela portuguesa, entre os quais: “Ronaldo, és um violador” (em declarações reproduzidas pelo Mundo Deportivo).

À margem dos momentos de maior tensão, os pupilos de Massimilliano Allegri ainda tiveram oportunidade de maquilhar a eliminatória, mas Oblak voltou a responder a Ronaldo, com nova defesa … fenomenal. O emblema bianconero  terá agora 90 minutos, no dia 12 de março, no Estádio de Turim, para remontar uma ‘montanha’ difícil de escalar.

Leia também: Ronaldo deixa um aviso. ‘cuidado, tomem muito cuidado manos ao Atlético de Madrid’

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here