COMPARTILHAR

O internacional francês respondeu à chuva de críticas que recebeu após comer um bife banhado a ouro.

Frank Ribéry explodiu nas redes sociais com uma série de mensagens nos seus perfis de Twitter e Instagram, contestando a todos aqueles que o criticaram por comer um bife banhado a ouro de 1200 há uns dias, no restaurante do conhecido chefe Nusret Gökçe, popularmente chamado Salt Bae.

O francês não contemplou meias medidas e respondeu com uma série de mensagens às críticas recebidas, que censuraram o seu comportamento.

“Comecemos com os invejosos, os haters, que seguramente chegaram a nascer por culpa de um preservativo roto. F**** as vossas mães, as vossas avós e também a vossa árvore  geneológica. Não vos devo nada, o meu êxito devo-o todo a Deus, a mim e aos meus próximos, que cresceram perto de mim. Os demais não são mais do que chineses nas minhas meias”.

Em continuação disparou para os meios de comunicação que também criticaram o dinheiro que Ribéry gastou no bife banhado a ouro.

“Além disso, em referência aos pseudojornalistas que sempre verteram críticas negativas até mim, aos meus atos (o último exemplo, o preço daquilo que comi), quando eu faço donativos (porque me ensinaram a dar quando recebo muito), por que nenhum grande meio de comunicação o difunde? Não, porque vocês preferem falar das férias que passo em família, escrutinar as minhas ações e os meus gestos, o que como, etc. Para este tipo de coisas superficiais sempre estão aí”.




E em terceiro, Ribéry termina a responder a uma conhecida jornalista francesa, Audry Pulvar, que na rede Twitter escreveu: “Senhor Ribéry, se você não sabe o que fazer com o seu dinheiro, há muitas causas que se podem financiar no mundo inteiro”. A mensagem que segue vai acompanhada de uma imagem de uma entrevista da jornalista cujo titular é precisamente: “Eu faço o que quero com o meu dinheiro”.

“Para acabar com esta polémica que não tem nenhuma razão de ser me dirijo a Audry Puvard, a senhora ‘eu faço o que quero com o meu dinheiro, com uns óculos de três mil euros e uma carapaça de tartaruga’, espero que os permitam ter um melhor futuro profissional que o desta pseudo jornalista que você é”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui